Dono de mercado é preso e 3,5 toneladas de carne são apreendidas durante operação em Viamão

A Polícia Civil realizou na manhã desta quinta-feira (19) uma operação conjunta em Viamão para fiscalizar 16 estabelecimentos comerciais, com o objetivo de coibir crimes contra relações de consumo, contra a saúde pública e contra o patrimônio das concessionárias. O dono de um mercado da cidade foi preso e 3,5 toneladas de carne foram apreendidas no local.

A ação, coordenada pelo delegado Rafael Liedtke, da Delegacia do Consumidor do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic), constatou venda fracionada de medicamentos em farmácias e três academias de ginástica foram interditadas – todas sem profissional de educação física responsável.

O açougue do mercado Coma Bem foi interditado e o proprietário foi preso em flagrante por crime contra relação de consumo –inafiançável. Caso seja condenado, o empresário pode pegar até cinco anos de prisão. No local, foram apreendidos frios e 3,5 toneladas de carne sem procedência ou estragada.

— Encontramos carne “melada” e com coloração bastante alterada, entre cinza e verde — afirma o fiscal da Secretaria de Agricultura André Mendes Ribeiro.

A advogada do empresário, Fernanda Rospide, afirmou que todos os produtos apreendidos têm procedência e, portanto, nota fiscal. Ela ainda alega que a fiscalização não deu oportunidade ao supermercado de realizar perícia em laboratório credenciado para provar que os alimentos poderiam ser consumidos. A advogada ainda ressalta que será requerida a comprovação oficial do destino dos produtos apreendidos, pois “irregularidades de informações em etiquetas não podem inutilizar mais de duas toneladas de alimentos próprios ao consumo”.

 

A ação também ocorre em postos de combustíveis. As autoridades envolvidas receberam várias denúncias de irregularidades contra as relações de consumo. Após reunir todas as informações, Viamão foi escolhida pelos órgãos devido ao grande número de denúncias. Ao todo, 25 policiais civis e mais de 20 agentes de órgãos municipais, estaduais e federais participam da operação.

 

Órgãos envolvidos 

Participaram da operação em conjunto a Polícia Civil, através do Deic e 1ª Delegacia Regional Metropolitana, Vigilância Sanitária Estadual e de Viamão, Agência Nacional do Petróleo, Conselho Regional de Farmácia, Inmetro, Secretaria Estadual de Agricultura e Pecuária e Conselho Regional de Educação Física.

Na página do Mercado ComaBem foi emitido uma nota:

clique aqui

 

 

Matéria original e fonte da informação: GaúchaZH.

Nota do Mercado via : Facebook

Publicidade

———————————————————————————————————————————–

      

      

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *