Mulher é torturada e morta pelo companheiro em Viamão

A Polícia Civil abriu inquérito para investigar um caso de feminicídio no bairro Santo Onofre, em Viamão, na Região Metropolitana. A vítima, Pâmela Natasha Alves Santos, 25 anos,

foi encontrada morta dentro da casa onde morava, na manhã desta terça-feira (5), no bairro Santo Onofre, em Viamão, na Região Metropolitana de Porto Alegre. O principal suspeito de ter cometido o crime é o ex-companheiro da vítima, um homem de 40 anos com histórico de condenações por homicídio, roubo e receptação. Segundo a polícia, ele estava preso em regime fechado até alguns dias atrás, quando teve a progressão da pena para o semiaberto.
A delegada Jeiselaure Rocha de Souza, titular da Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (DEAM) de Viamão, conta que o suspeito chegou à casa da vítima na tarde de segunda-feira (4) e eles começaram a discutir. Já durante a noite, vizinhos relataram ter ouvido gritos vindos de dentro da casa.
“Ele espancou muito ela. Ficou horas agredindo a mulher. Ela ficou desfigurada, tinha muitos hematomas por todo o corpo, nos braços, rosto, costas. Estava muito machucada, tanto que morreu em razão das agressões”, afirma a delegada.
Ela narra, ainda, que o filho da vítima, um menino de três anos, presenciou o início das agressões à mãe e, por volta das 23h, foi retirado da casa pelo suspeito, que entregou a criança a uma vizinha. De acordo com Jeiselaure, o garoto não foi agredido e já está com o Conselho Tutelar, que deve encaminhar a guarda a familiares.
O suspeito está foragido e, segundo a polícia, a motivação para o crime ainda não foi elucidada. A principal hipótese é uma vingança por suposta traição, o que resultou no segundo feminicídio no município em 2017, segundo a Delegacia da Mulher.

Fonte: G1

Publicidade

———————————————————————————————————————————–

      

       

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *