Morador da vila Elsa, expõem o drama de famílias, que se consideram enganadas, pelas promessas de campanha.

Promessas de campanhas,  de prefeitos eleitos, está acabando com os sonhos de um socorrista de ambulância,  que tem projeto social na Vila Elsa em Viamão. Segundo ele , os prefeitos eleitos,  primeiro prometem, se elegem, e depois nunca mais voltam e não recebem a  comunidade. Os moradores estão com as casas mergulhadas na água e no lodo.

Link para a publicação nas Redes Sociais    

Link para o vídeo no You Tube 

Uma promessa de campanha que já dura 5 anos, está deixando os moradores da Vila Elsa indignados, entre eles o socorrista de ambulância o senhor, Emir Parede, que hoje postou nas redes sociais , um vídeo que é um verdadeiro desabafo.

Tudo começou a cerca de 4 anos, quando receberam a visita do ex-prefeito Bonatto e do atual prefeito André Pacheco, os dois em plena campanha eleitoral,  traziam uma boa nova para comunidade, a promessa de  fazer uma Mudança de Verdade na vida daquelas pessoas.

Mas a principal promessa, que era,  arrumar as ruas da comunidade para  que os moradores pudessem ter uma vida digna, uma vez que, vivam e vivem entre a poeira e o lodo, isso , até hoje não foi cumprido.

O problema é que depois de eleitos, nunca mais voltaram ao local, em outra oportunidade, depois de muita reclamação, avisaram  para o socorrista que se, compra-se  os canos, ficaria  mais fácil resolver.

Isso foi feito, com muito esforço, e mais uma vez , nada aconteceu, foram comprados cerca de ( 41 canos de concreto ) para esgoto  que estão parados no local até hoje.

O socorrista Emir é Morador da Vila Elsa há mais de 20 anos, e nas horas de folga  desenvolve um projeto social ligado ao esporte para jovens, onde meninos de várias idades treinam futebol, no local recebem instruções e apoio, e até alimentação, tudo custeado por amigos e pela própria comunidade. Por que assim como a questão dos canos, o projeto também é invisível para o poder publico.

( Mario Dutra )

 

Publicidade

———————————————————————————————————————————–

      

       

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *