Prefeitura diz que motoristas do Uber não estão sendo perseguidos. Porém as advertências estão sendo compartilhadas nas redes sociais. E agora ?

UBER
O dia de hoje foi marcado pela polêmica do Uber no principal grupo de discussão da cidade nas redes sociais, ( Acontecimentos Viamão com cerca de 118 mil membros ) a página faz parte do grupo de mídia Jornal de Viamão. Após alguns motoristas postarem imagens de notificações no grupo e gerar uma grande discussão o assunto tomou conta da internet e se espalhou pela cidade.
Na página da prefeitura não há qualquer informação e como não existe no governo André Pacheco setor de comunicação oficial, o que ocorreu é que algumas pessoas ligadas ao prefeito usaram também as redes sociais para se manifestar ( portanto nada oficial ).
A explicação mal formulada dizia : ( o diretor-presidente da Empresa Pública de Transporte (EPTV), Paulo Kadu Schwartzhaupt garante: “Não estamos ‘caçando’ carros que utilizam os aplicativos Uber ou similares”. ) Porem no mesmo texto uma contradição : (.” Segundo Kadu, embora os aplicativos não estejam regulamentados em Viamão, neste primeiro momento a EPTV está apenas advertindo os motoristas ) portanto parece que realmente existe uma caça as bruxas.
Comentário do Jornalista Mario Dutra :
A prefeitura e seus gestores são extremamente generosos com as empresas de ônibus que dia a dia dão demonstração de ineficiência e irregularidades, ainda sim nada acontece. Também são controladores da distribuição das placas de taxi.
O tempo e os recursos humanos empregados na perseguição dos motoristas da Uber poderiam ser muito melhor utilizados pela Prefeitura, no mínimo que lhe compete: Governam uma cidade suja, esburacada, tomada pelo matagal, com sinalização arrecadadora, mal iluminada, desrespeitando os direitos dos idosos e cadeirantes nas ruas e avenidas, oferecem para a cidade uma saúde que é uma piada, ainda sim se justificam como os tal.
Porque não desenvolveram um plano de mobilidade urbana com dignidade para os moradores, a onde a Prefeitura quer chegar virando os carrascos do Uber.
Todas estas modalidades de transporte “alternativo” são saídas encontradas por pequenos empreendedores individuais, numa cidade onde falta emprego e o sistema de transporte público é precário.
Fica claro que a Uber não está sob o controle do município, portanto não pode ser pressionada, manipulada e acionada pelos interesses da gestão municipal.
A solução que o governo encontra é perseguir, e multar, mas não fazem o mesmo diante do império da empresa de transporte Viamão, de onde os governos Bonatto e Andre Pacheco bebem da fonte. Esta empresa já obteve todo tipo de leniência do poder público, que manteve os monopólios das linhas e os preços das passagens entre os mais elevados do Brasil, penalizando a população pobre de Viamão .
Em vez de perseguir a Uber, a Prefeitura deveria ter feito uma licitação transparente e participativa para o sistema de transporte público.
(Mario Dutra / Jornalista / Registro 17749 /RS )
Curta a página : Jornal de Viamão 
Curta a página do  Jornalista – Mario Dutra

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *