Em tempos de crise, prefeito André Pacheco, já gastou 259 mil reais em publicidade. A previsão é de 720 mil

 

Desde que assumiu a prefeitura de Viamão, o prefeito André Pacheco já gastou cerca 259 mil reais em publicidade, através de um contrato com a agência ( PUBLICA COMUNICAÇÃO LTDA ) conforme o portal da transparência do Tribunal de  Contas do Estado, a previsão é de gastar cerca de 720 mil reais em propaganda. Link: http://www1.tce.rs.gov.br/portal/page/portal/tcers/

Quando assumiu a prefeitura, o prefeito, reclamou muito da crise, mas nestes 180 dias, além de efetuar gastos de cerca 259 mil reais em publicidade, já tentou aumentar o próprio salario no mínimo duas vezes.

A  questão é por que gastar tanto, em tempos de crise econômica,  algumas medidas do executivo, vem tirando a paciência da população, uma vez que as redes sociais, estão impregnadas de reclamações pela falta de médicos especialistas, pela falta de remédios nos postos de saúde, ou pela ineficiência do 0800 ( marcação de consultas ) a somar com estes problemas, a situação de algumas centenas de ruas da cidade está caótica devidos aos buracos e pela falta de manutenção.

Sobre a verba gasta com publicidade , o que vale ressaltar é que,  mesmo que o município tenha verba reservada para a publicidade, o governo poderia tentar remanejar as verba da publicidade para outros setores prioritários da administração municipal , como a compra de remédios em falta por exemplo, isso já vem sendo feito em outras cidades do Brasil.

Pensando no ponto de vista de instituição publica, se há demanda em outros setores, uma manobra financeira justificada seria o mais certo e não a utilização da verba em algo que não é tão relevante.

Publicidade para que ? Se para que a população conheça o que foi realizado basta que existam nas realizações os conceitos de valor e utilidade. Não se faz necessário gastar dinheiro público para dar conhecimento disso, em tempos de velocidade de informação, redes sociais, onde a propaganda e a divulgação, são poderosas e eficientes ferramentas, gastar esse valor é um desperdício.

Além do mais , para que a população reconheça o valor desse ou daquele político, basta que ele de fato realize o que precisa ser realizado e atende às demandas da sociedade local. Não se faz necessário propagar a alto custo, e muitas vezes de forma distorcida, o que foi feito ou realizado.

Porque não há benefícios à população no fato do governante divulgar que fez essa ou aquela obra, que realizou isso ou aquilo. O benefício à população está na utilidade do que foi feito no município. No valor do que foi efetivamente realizado no município.

A pergunta que a população faz, é a seguinte:  Não está na hora dos vereadores cobrarem do MP e do TCE para auditar estes gastos ? Em época de crise , qualquer uso abusivo ou inadequado  é um grande prejuízo para a população.

Por outro lado a impopularidade do prefeito só aumenta,  fora a situação com a saúde, outras medidas polêmicas do prefeito, são palcos de debates acirrados pela cidade, como,  a insistente tentativa de aprovar a doação de áreas  públicas para empresários.

Recentemente, em uma audiência pública para tratar do presidio onde a comunidade, autoridades importantes da cidade e do Estado estiveram presentes na Câmara de Viamão, o prefeito se quer mandou alguém da prefeitura e muito menos compareceu, para ouvir a comunidade.

O prefeito ainda  pretende trazer dois presídios e construir um lugar em Viamão para abrigar o lixão de 28 cidades.

( Auditar as verbas em publicidade  ) Está ai uma boa sugestão para os vereadores interessados.

Mario Dutra / Jornalista  / Registro 17749/RS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *